Contra o monte de mentiras no horário nobre da televisão, boa parte do povo respondeu com panelaços que, em tempos recentes, foi descrito pela esquerda como posição de pequenos burgueses, coisa da elite. O pior pode estar por vir, pois milhões passam fome, e estamos cercados de pandemias por todos os lados. Os panelaços podem ser só avisos.

Ele sempre se mostrou reticente com relação às vacinas, principalmente da chinesa CoronaVac, e falou que não tomaria. Agora diz o contrário, e tirou do bolso a produção de 500 milhões de doses até o final do ano. Vamos ter estoques sobrando, para doar para nossos vizinhos. Não sabia que o Brasil criou uma vacina própria contra a Covid-19. A única verdade na fala do capitão-presidente é que ele se mantém contra o isolamento social e as medidas de restrição.

Todo o resto é um punhado de mentiras e hipocrisias, como se solidarizar com as famílias que já perderam quase 300 mil entes queridos. Em resposta a toda essa mortandade, fez deboches de o tipo de chamar os brasileiros de maricas e chorões. “E daí! O que tenho a ver com isso! Não sou coveiro”. Foi outra tirada tirana quando o vírus havia ceifado a vida de cerca de 10 mil pessoas.

Onde ele achou esse número de que o Brasil é o 5º país do mundo que mais já vacinou sua população? Seria bem mais decente e ganharia pontos dos brasileiros se ele usasse o tempo na rede de televisão para pedir perdão por suas barbaridades proferidas durante seus dois anos de mandato desastroso.

Seria bem mais confortante para a nação, que vive momentos de pânico, aflição e terror, que ele fizesse um mea culpa dos seus erros e que iria parar de nos destruir com a sua negação da ciência, receitando cloroquina e outros procedimentos condenáveis.

Como seria tranquilizador se ele aproveitasse o tempo para anunciar que iria se alinhar com as instituições de saúde, com os governadores e os prefeitos no combate dessa mortal pandemia, visando unicamente salvar vidas. Que ele conclamasse toda a nação a se unir, sem partidarização da política. Que a partir de agora todos os protocolos e normas teriam um comando central, com transparência em comum acordo com os estados e municípios.

Com certeza, essas palavras fariam com que os brasileiros tivessem um sono mais sossegado nessa noite de 23 de março de 2021. Essa atitude reparadora seria um marco na história brasileira nesse período de caos na saúde. Essas mentiras só fazem confundir mais ainda a nossa população, e deixar o vírus mais à vontade para suas mutações em nosso solo. Por que de tantas mentiras que só fazem dividir mais ainda, e criar mais revolta, ódio e intolerância? Tudo isso só pode ser mais uma manifestação de sadismo e psicopatia.