março 2021
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

:: 12/mar/2021 . 23:44

“A GENTE SÓ CONSEGUE PENSAR ESCREVENDO”

“A GENTE SÓ CONSEGUE PENSAR ESCREVENDO”

Esse pensamento, se não me engano, foi dito por um grande escritor norte-americano. Se não existe leitor, vai se escrever para quem? Do outro lado, se não existe escritor, também não existe leitor. Um depende do outro, e quem surgiu primeiro? É um caso para reflexão. Confesso que me identifico muito com esta frase.

Essa introdução é para comunicar aos nossos poucos leitores do blog www.aestrada.com.br, mas de fundamental importância, que estamos abrindo hoje (dia 12/03) uma nova coluna intitulada “ENCONTRO COM OS LIVROS” onde todas as sextas vou me comprometer, com toda modéstia, a comentar sobre um livro e o seu autor, como indicar outras obras, na tentativa de fazer minha pequena parte de incentivar a leitura.

No momento, estou lendo (gosto muito de história) “Uma Breve História do Mundo”, de Geoffrey Blainey, professor da Universidade de Harvard e Melbourne. É um grande historiador com mais de 35 livros, e este é um best-seller. Ele é autor também de “Uma Breve História do Século XX”.

Em “Uma Breve História do Mundo”, e também em seus outros trabalhos, Geoffrey adota uma linguagem didática e objetiva sobre a saga da humanidade, desde seus primórdios até os tempos atuais. De acordo com a Editora Fundamento, o autor descreve a geografia das civilizações e analisa o legado de seus povos.

Trata-se de uma viagem no túnel do tempo, de uma forma bem resumida e compreensível. Nele, o leitor vai entender como eram as noites dos primeiros nômades. Descreve ainda como surgiram as primeiras religiões, a carnificina das guerras e a ascensão e queda dos principais impérios.

Entre os capítulos, destacam-se “Vindos da África”, “Quando os Mares Começaram a Subir”, “A Cúpula da Noite”, “As Cidades dos Vales”, Senhor do Amarelo –Rei do Ganges”, “A Ascensão de Roma”, “Depois de Cristo”, dentre outros.

Aproveito a abertura dessa coluna para reapresentar minhas modestas obras até aqui, como “Terra Rasgada” (prosas e versos), “A Imprensa e o Coronelismo no Sudoeste”, “Uma Conquista Cassada”, uma pesquisa sobre como foi o regime ditatorial em nosso município, na Bahia, no Brasil e na América do Sul, e, por fim, “Andanças” – crônicas, contos, causos e poemas.

Nesse momento crucial dessa pandemia, minha produção tornou-se mais intensa com vários desafios em modalidades diferentes da arte, como a produção de vídeos de texto poéticos sobre a atualidade, com críticas políticas, sociais e comentários da vida cotidiana. A intenção é reunir todo esse trabalho num livro inédito de poemas, intitulado “NA ESPERA DA GRAÇA” – entre engaços e bagaços”. A publicação ainda esbarra na questão financeira, mas essa pandemia tem sido também um grande obstáculo para a concretização do projeto. Aos poucos vamos chegar lá.

 





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia