março 2021
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

:: 2/mar/2021 . 23:05

BRASILEIROS ESTÃO SURTADOS!

BRASILEIROS ESTÃO SURTADOS

BASEADO NOS ENSINAMENTOS DE SIDARTA GAUTAMA, O INDIANO GANDHI DISSE QUE “A VIDA NÃO É FEITA DE PRAZERES, MAS DE RESPONSABILIDADES”

Como já era de se esperar, o novo surto mais perigoso da Covid-19, que está matando cerca de 1.500 pessoas por dia no Brasil e mais de 100 somente na Bahia, com os hospitais superlotados, está também deixando os brasileiros surtados mentalmente. Muitos já estão partindo para agressões contra enfermeiros e atendentes nas unidades de saúde, como se eles fossem culpados. Estamos à beira de uma convulsão social!

Nesse quadro tão caótico, senhores lojistas e empresários em geral, é muito feio e degradante vocês irem para as portas das prefeituras e para as ruas protestarem contra o fechamento do comércio e outras medidas restritivas! Não deixa também de ser um surto proveniente do surto da doença maldita, tudo por causa da irresponsabilidade de elementos que dão mais valor ao prazer das aglomerações.

Toda vez que sou obrigado a ir à rua e vejo um imbecil sem máscara, debochando de tudo quanto está acontecendo (hoje vi um desse na entrada de um supermercado), sinto minha alma aniquilada, desenganado com o ser humano e também com ímpeto de surtar. Estamos convivendo com um horror, numa corrente de suicidas, como se fosse o apocalipse.

Estamos cercados de seguidores do Anticristo, que estão conseguindo transformar o Brasil no Inferno de Dante. Eles não importam de matar seus pais e parentes mais idosos. Ridicularizam a ciência, e ainda negam a existência de um vírus devastador.

AS LIVES DE CARNAVAL

Como se não bastassem as festas de final de ano, os “artistas” desse lixo da axé music, escravos do carnaval, renegaram os ensinamentos de Buda e Gandhi sobre a vida. Preferiram, com larga cobertura da TV Bahia, se apegar ao prazer e à vaidade de se aparecer em público.

Com suas festas lives de arromba, letras pobres e chulas, com o papo de que estavam transmitindo alegria em tempos de tristeza, terminaram por incitar as realizações de carnavais clandestinos. A mídia televisiva, que de um lado tem procurado alertar a população para os cuidados e o distanciamento social, também tem sua parcela de culpa por colocar a audiência acima da responsabilidade.

Lembram das felicitações de um Novo Ano na passagem de 2020 para 2021? Lembram dos jargões de que tudo vai passar e que dias melhores virão? Como ter tudo isso, se muitos não fazem o seu dever de casa, a sua lição? Tudo vai passar e dias melhores virão, mas quando e a que custo? Como nas religiões das civilizações dos nossos antepassados, temos que oferecer humanos em sacrifícios nos altares da morte para apaziguar a ira dos deuses?

ATÉ QUANDO VAMOS TER QUE ESPERAR?

 

De um especialista da área de saúde disse esperar que o presidente da República tome medidas restritivas para o uso da máscara e do isolamento social. É muita ingenuidade em se tratando de um cara que desde o início da pandemia faz o contrário e critica os governadores e prefeitos que estão fechando o comércio e decretando o toque de recolher.

O número de casos e mortes pelo vírus só aumenta, numa tragédia que estava anunciada desde as eleições municipais, as festas de final de ano e o carnaval clandestino. Até quando vamos esperar que mais gente morra nesse país desgovernado? Até quando vamos ter de aturar esse genocídio em massa de um presidente que incentiva as aglomerações?

Os secretários de saúde dos estados estão apelando para que o governo federal tome atitudes de restrição porque a situação está insustentável. Não fossem as ações dos governadores e prefeitos já teríamos registrado 500 mil mortes, como nos Estados Unidos que têm uma população bem maior. Se depender dele, vamos chegar a essa cifra mortífera até o final do ano.

É claro que a população brasileira (em parte) tem sua parcela de culpa por promover aglomerações, mas, o capitão presidente e seus generais têm a maior. Vamos esperar que a história lá adiante nos julgue por omissão, ou vamos dar um basta nessa mortandade? Vejo mais uma vez em minha vida esses generais e outros oficiais manchando suas fardas de sangue.

Diante desse quadro tão caótico e absurdo, ainda presenciamos lojistas e prestadores de serviços em protesto na porta da Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista contra o fechamento de dois dias úteis do comércio. Além de provocar aglomeração, esses indivíduos só pensam exclusivamente no dinheiro.

A nação brasileira é, ao mesmo tempo, masoquista e sádica. Infelizmente, estamos num caminho de suicídio em massa onde não existe consciência coletiva, respeito aos outros e preservação da vida. De tão desesperadas, sem sentido de existência e como quem não têm nada a perder, essas pessoas estão mesmo querendo morrer.

É tudo confuso porque não existe uma coordenação central, e cada um toma a sua medida, inclusive com relação aos critérios de vacinação. Tem muita gente sendo imunizada só porque trabalha numa empresa de saúde, como atendente, recepcionista ou é agende da área, que nem está mais entrando nas casas.

Nesse caso, os comerciários que estão no dia a dia em contato com clientes nas lojas são bem mais prioritários no atual momento. Cada secretário e cada prefeitura faz o que quer. Não existem mais protocolos e ordem de prioridade. Cada um interpreta a sua própria maneira de ver a liberdade, do direito de ir e vir e de agir como bem entende. É um povo sem guia. Até quando vamos esperar que se dê um basta nesse desmando?

 





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia