junho 2020
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

:: 5/jun/2020 . 1:15

ASSASSINOS!

Essa é uma foto do meu amigo baiano fotógrafo Evandro Teixeira que registrou com suas lentes os anos de chumbo da ditadura civil-militar de 1964 no Brasil, que deixou um rastro de torturas, desaparecidos e mortes. As feridas ficaram abertas até hoje porque os torturadores não foram punidos, mas o povo brasileiro escreveu “Nunca Mais”. Mesmo assim, em pleno século XXI, um grupelho de fascistas raivosos, racistas e homofóbicos sai às ruas para pedir a sua volta, e o capitão-presidente apoia abertamente que a assassina retorne para calar com a liberdade de expressão, fechar o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal. São assassinos, em plena pandemia do coronavírus ceifando a vida de mais de 30 mil brasileiros, que deveriam ser presos por crime de responsabilidade. Por afrontar a Constituição, o seu chefe desequilibrado e sem nenhuma capacidade para presidir o país, já deveria ter sido cassado. A sociedade precisa reagir e dar um basta nesse governo que desagrega toda a nação, disseminando o genocídio, principalmente das camadas mais pobres. Por menos, dois presidentes foram cassados. Não dá mais para tolerar essa psicopatia que está levando nosso país ao abismo!

AQUELA MULHER!

Poema de autoria do jornalista Jeremias Macário

Quem é aquela mulher?

Tão linda e bela,

Com jeito de pantera,

Que me olhou,

Como se fosse pai dela?

 

Olhei simplesmente,

Como uma mulher,

Não com olhar paternal,

Mas como formosa carnal,

Pra fazer amor com ela.

 

Quem é aquela mulher,

Que me disse sincera,

Que eu era o pai dela?

 

Quem é aquela mulher,

Que apareceu na festa,

Me espiou pela fresta,

Da luz pela janela,

E na saída me beijou,

Como se fosse pai dela?

 

Mas não foi assim,

Que abracei ela.

 

Quem é aquela mulher,

Que nem procurei saber,

Sobre o nome dela?

 

Sumiu e foi embora,

Imaginando,

Que sou o pai dela.

 

Quem é aquela mulher,

Que não me deu

A sua delicada costela,

E deixou sua doce imagem,

Pintada em minha tela,

Tão bonita e tão bela?

 

Podia ser uma fera,

Ou ter sido uma quimera.

 

 





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia