setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago   out »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

:: 26/set/2019 . 22:44

LAGOA DAS BATEIAS

Lá só existe mesmo o título, mas nenhuma Lagoa das Bateias, em Vitória da Conquista, que foi tomada pelos esgotos, matos e todo tipo de sujeira, como se pode ver na foto clicada pelo jornalista Jeremias Macário. Os equipamentos foram quebrados, e há anos os moradores e todos os conquistenses pedem ao poder pública a sua urbanização para que seja um local de lazer e entretenimento. Fizeram uma roçagem, mas a situação continua a mesma. Seria mais um local a ser visitado e usado para a prática de esportes.

EXISTE E NÃO EXISTE

Poema de autoria do jornalista Jeremias Macário

Ainda existe

processo sem prisão,

a tortura sem história,

corrupção com vitória,

o crime que compensa,

a manipulação da imprensa,

o sonho feito de cristais,

como promessas sagradas

dos amantes e dos casais.

 

Ainda existe

a vergonha da esmola,

a escola sem lição,

país sem educação,

criança sem livro,

rei fajuto de camisola,

a justiça da pistola,

o cruel capital,

o empreiteiro pardal,

o ladrão de gravata

o coronel da chibata,

o amolador de navalha,

o ferreiro do fole

e o político canalha.

 

Não existe

relógio sem hora,

piora sem melhora,

cordel sem rima,

cantador sem viola,

presente sem passado,

chato que não amola,

sandália sem poeira,

cavalo sem crina,

cidade sem feira

país sem hino,

nem vida sem sina,

romaria sem peregrino,

e criatura sem destino.

OS VEXAMES DO BRASIL NO EXTERIOR

Soberania nacional, valores morais, família, pátria, massa de manobra, amarras ideológicas, combate à corrupção e socialismo derrotado pelos militares em 1964 foram os termos mais usados, em tom agressivo, pelo capitão-presidente em seu discurso de abertura dos debates na ONU. A sua fala foi mais um vexame para o nosso país no exterior, e uma vergonha para os brasileiros que estão sendo vítimas de piadas e chacotas.

Fora de contexto, e de viés fascista ultraconservador, inclusive com ofensas a chefes de Estado, foi um pronunciamento desprovido de conteúdo do que o governo vem fazendo pela preservação da Amazônia, do meio ambiente em geral, pela defesa dos direitos humanos e o que o país tem a oferecer aos seus parceiros em prol da redução do aquecimento global, de modo a acalmar os mercados que receiam se afastar dos acordos firmados na Europa. Outro vexame passou seu ministro do Meio Ambiente que nem o deixaram falar na comissão do clima! Horrível!

QUEM É ELE?

Quem é ele para falar em soberania e pátria quando anuncia vender nossas estatais, inclusive a Petrobrás, e o nosso patrimônio, para os capitalistas ianques e seus associados a preços de banana? Bate continência para a bandeira norte-americana e comunga das mesmas ideias do maluco Donald Trump.!

Quem é ele para falar de corrupção, família e valores morais quando seus próprios filhos estão envolvidos em maracutaias de fantasmas e rachadinhas na Câmara e na Assembleia do Rio de Janeiro, e o chefe tudo faz para atrapalhar as investigações e jogar a sujeira debaixo do tapete? Em conluio com suas bancadas ruralistas, evangélicas e da bala na Câmara (leis de abuso de autoridade e de anticrimes), seu governo está acabando com a Operação Lava Jato, tendo como mentor o ex-juiz e ministro Sérgio Moro.

Seu governo continua fazendo o mesmo dos anteriores, que ele chama de esquerda socialista desastrosa, no toma lá dá cá político do Congresso Nacional, para aprovar suas medidas direitistas e conservadoras, inclusive o nome por ele, exclusivamente, indicado do Procurador Geral da República e do seu próprio filho para ser Embaixador nos Estados Unidos.

Quem é ele para falar de amarras ideológicas e massa de manobra (velho chavão muito usado no passado pela própria esquerda comunista) quando expõe em público sua linha autoritária fascista e usa uma índia na ONU como “representante” das tribos indígenas, que contestaram sua presença?

E A ÍNDIA, NÃO FOI MANOBRADA?

Diz que o cacique Raoni está sendo usado como massa de manobrar para governos europeus atacar a nossa soberania nacional, como no caso do francês. A índia, por ele manobrada, defende a mineração e a produção agrícola por terceiros nas próprias reservas indígenas. O que é para ele coerência, contradição e ideologia? Na sua concepção, ditadura só existe de esquerda. Ou ele diz coisa sem coisa porque é mesmo despreparado e imbecil!

Quem é ele para criticar com agressividade o socialismo e dizer que os médicos cubanos vieram trabalhar no Brasil como escravos, quando o próprio, que se acha defensor da soberania, abre brechas para o capital nacional e estrangeiro explorar, impiedosamente, nossos trabalhadores, tornando-os escravos dos senhores patrões, num universo de mais de 13 milhões de desempregados e outros milhões vivendo do subemprego como serviçais, num ambiente desumano e humilhante?

Tudo está bem escancarado e à vista de uma oposição cega, surda e muda que nada vê, nada escuta e nada fala, enquanto o Brasil passa vexame e vergonha no exterior, e ficando cada vez mais isolado das outras nações do mundo, por causa do seu retrocesso social, político e econômico, incluindo aí os cortes de verbas na educação e na pesquisa.

Até quando ele vai nos ofender com suas declarações racistas, preconceituosas e retrógradas de defesa da ditadura (não existiu para o capitão Bozó) e dos torturadores, causando perplexidade no exterior? Não é somente a oposição, o povo brasileiro não se indigna e nem reage, enquanto ele e sua tropa vão traçando e impondo sua linha nazifascista.

 





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia