agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul   set »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

:: 17/ago/2019 . 20:25

“ANDANÇAS” FOI LANÇADO EM GUANAMBI

O lançamento do novo livro “Andanças”, de autoria do jornalista e escritor Jeremias Macário também estava lá presente na solenidade comemorativa dos 100 anos de emancipação do município de Guanambi (14 de agosto), juntamente com outras obras escritas por Dário Teixeira Cotrim e do coronel Lázaro, versando sobre a história da cidade.

Foi uma grande noite cultural de três autores, na Câmara de Vereadores, que aconteceu no último dia 15, à noite (quinta-feira), com as presenças do prefeito Jairo Magalhães, do secretário de Cultura, Esportes e Lazer, Paulo Costa, dos ex-prefeitos Vá Boa Sorte e Izaltina Donato, do presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Montes Claros (Minas Gerais), Wanderlino Arruda, que presidiu o encontro,   da acadêmica Lucília Donato, representando a Academia Guanambiense de Letras, do jornalista e escritor Joao Martins, professores, estudantes e admiradores da cultura que prestigiaram o evento.

Lançamento coletivo

Num acordo com os outros escritores, a Prefeitura Municipal, através do secretário de Cultura, Paulo Costa, promoveu o lançamento coletivo onde cada um apresentou seus trabalhos para o público, com debates e discursos, conduzidos pelo cerimonialista da noite, radialista Joé Roberto. Entre outros de sua lavra (mais de 50), o acadêmico Dário Cotrim lançou o livro “História Política e Administrativa de Guanambi – 1919-2019, em louvor do seu centenário”. O coronel Lázaro escreveu sobre o primeiro ginásio de Guanambi.

Além de “Andanças”, já lançado em Vitória da Conquista (Casa Regis Pacheco e Livraria Nobel) e em Jequié, no Museu Histórico João Carlos Borges, o jornalista Macário também se fez presente com as obras “A Imprensa e o Coronelismo no Sudoeste” e “Uma Conquista Cassada- cerco e fuzil na cidade do frio”. Na ocasião, acompanharam suas criações, o “CD Sarau A Estrada” que conta com músicas, causos e declamações de poemas.

Ao contrário do que muitos pensavam, de que um lançamento coletivo não teria espaço para todos, a reunião de escritores levou mais conhecimento ao público que teve várias opções para adquirir as obras. Os trabalhos apresentados pelo jornalista Jeremias Macário, de Vitória da Conquista, tiveram uma boa procura, principalmente por causa da diversidade dos temas, não somente de “Andanças”, uma mistura de realidade e ficção de causos, histórias e poemas, como também “A Imprensa e o Coronelismo” que cita Guanambi, e “Uma Conquista Cassada” que versa sobre a ditadura civil-militar de 1964 em Conquista, na Bahia e no Brasil.

Foi uma noite memorável com abertura do Hino Nacional e encerramento do Hino de Guanambi. Em seus pronunciamentos, o prefeito e seu secretário de Cultura anunciaram o início da construção de uma biblioteca moderna ainda para este ano, dependendo apenas de alguns trâmites formais com o Governo do Estado no que tange ao terreno onde será edificado o novo equipamento.

Ainda no âmbito da cultura, ficou acertada a instalação do Instituto Histórico e Geográfico de Guanambi, com apoio da mesma instituição que já existe há muito tempo em Montes Claros. Professores mais antigos da cidade que prestaram relevantes serviço à comunidade foram homenageados pelo Instituto da cidade mineira com a entrega de diplomas. O presidente do Instituto convidou o jornalista Macário para proferir uma palestra e lançar seus livros em Montes Claros, numa data a c





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia