Quem não foi ao lançamento do livro “Andanças”, de autoria do jornalista e escritor Jeremias Macário, na Casa Regis Pacheco, vai ter a oportunidade de marcar presença no próximo dia 18, às 19 horas, na Livraria Nobel, na rua Otávio Santos, com o show do cantor e compositor Alex Baducha e mais declamações de poemas e causos.

A obra, que teve a colaboração de muitos amigos e apoiadores da cultura, é uma mistura de ficção com a realidade, com causos, contos, histórias  e poemas, muitos do quais já musicados por artistas da terra como Papalo Monteiro, (Nas Ciladas da Lua Cheia)Walter Lajes (Na Espera da Graça) e Dorinho Chaves (Lágrimas de Mariana).

Trata-se  de um trabalho feito com muito esforço e dedicação, que demorou mais de três ano para ser publicado devido à falta de patrocínio. Existem capítulos e versos dedicados à Vitória da Conquista, como figuras lendárias da cidade do passado, fatos e versos sobre a Serra do Piripiri, a Mata Escura, O Cristo de Mário Cravo e as obras do artista Cajaíba.

Coube espaço também para comentários inéditos sobre a ditadura civil-militar de 1964, mostrando o outro lado do regime, em relatos diferenciados do livro “Uma Conquista Cassada -cerco e fuzil na cidade do frio”, também de sua autoria que está sendo indicado por professores das escolas públicas e universidades.

“Andanças” também exigiu alguma coisa de pesquisa, como a história de um mochileiro no capítulo “Pelas Brenhas do Mundo”, que percorreu várias partes do planeta e esteve presente nos acontecimentos históricos mais importantes, como O Maio de 68 na França, A primavera de Praga, as guerrilhas na África e a Guerra no Vietnã.

Numa linguagem simples, beirando ao realismo fantástico em muitas passagens, o livro é prazeroso de ser ler, sem regras e amarras sequenciais. Pode ser lido de qualquer parte e está dividido em dois que é “A Estrada” dedicada aos amantes da poesia solta e sem normas acadêmicas.