junho 2019
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

:: 17/jun/2019 . 23:53

A DEMOCRACIA DOS GENERAIS E UM PAÍS EM DECADÊNCIA CULTURAL

O capitão-presidente está agora voltando aos estádios de futebol e, em declaração pública, se vangloriou que está sendo aplaudido como o general Médici quando do tempo duro da ditadura civil-militar no início dos anos 70. Que triste lembrança de mais uma apologia a um regime de opressão! Enquanto ele construía as arenas e ia aos estádios, presos políticos estavam sendo torturados e mortos nos porões dos Dops e nos quarteis das forças armadas.

Nessa democracia dos generais em que estamos vivendo, quase 50 anos depois, lamentável constatar que quase ninguém sabe mais do que aconteceu naquela época, nem quem era o general Médici, especialmente os frequentadores dos estádios onde o “Bozó” passou a frequentar e recebeu aplausos. Sem cultura, o nosso povo vai sendo tragado pela decadência de um país sem memória. Ele, pelo menos, deveria respeitar a dor das famílias que perderam seus entes queridos.

A esta altura da minha idade queria ver um país educado, altivo, instruído e não engolindo e aceitando barbaridades, impropérios e bravatas preconceituosas. Não queria ver meu povo se afundando na ignorância porque temos um presidente que não valoriza a educação, a ciência e o conhecimento. Instiga as pessoas a viverem nas trevas do saber.

Não queria ver a flores da nossa cultura tão murchas, sem mais falarem. Não queria ver o povo de armas na mão, mas cada um com um livro na mão. Não queria ver gente morrendo nos corredores dos hospitais por falta de atendimento médico. Não queria ver crianças, adultos e idosos pisando nos esgotos à céu aberto por falta de saneamento básico. Não queria ver tantas epidemias de mosquitos e doenças que não deveriam mais existir.

Não queria ver meu país sendo vendido e torrado no mercado a preço de banana, aumentando mais ainda a legião de desempregados. Não queria ver tanto ódio e intolerância, tanta bestialidade e irracionalidade. Não queria ver tantos índices negativos e tanta desigualdade social, com milhões vivendo na extrema pobreza. Não queria ver as pessoas catando alimento nos caminhões de lixo. Não queria ver tanta alienação e tanto desprezo à cultura, como se ela fosse um tumor maligno.

LANÇAMENTO

Na sexta-feira passada (dia 14) lancei meu novo livro “ANDANÇAS”, na Casa Regis Pacheco, e senti angústia, fracasso e alegria ao mesmo tempo. Foi uma noite cultural de lançamento da obra, do nosso CD Sarau e apresentação de artes plásticas da artista Elizabeth David. Angústia tive por ver tão pouca gente naquele recinto, não que eu me considere uma celebridade famosa, como das redes sociais e das tvs..

Não somos uma banda de sertanejo, de arrocha, de pagode e sofrência que atrai mais de 60 mil pessoa enlouquecidas e histéricas, mas senti a falta de segmentos que se dizem mais representativos da nossa sociedade, como da Secretaria de Cultura, de algum vereador, de algum deputado, de entidades da área, da Prefeitura Municipal, os quais em tempos passados se sentiam no dever e na obrigação de incentivar, apoiar e estimular a cultura.

É um grande mito dizer que Vitória da Conquista é uma cidade cultural, e ainda mais que é uma suíça baiana, só porque teve e ainda tem uns poucos que se destacaram nas artes e nos estudos. Alguém aí pode até estar dizendo que estou querendo ser admirado ou coisa assim, mas falo também no que tenho visto em outras atividades culturais. O artista desta terra é pouco prestigiado.

Ao mesmo tempo, me senti alegre e com orgulho de ter realizado mais um árduo trabalho com apoio de amigos que assinaram o livro colaborativo na espécie de uma pré-venda. Demorou, mas fiquei satisfeito por ter cumprido com minha missão. Senti como se fosse mais um resistente na trincheira em defesa da cultura e do conhecimento. O “Parto” foi muito difícil, mas está aí “Andanças”  para quem tiver interesse de apreciar a sua leitura de causos, contos, prosas e poemas.

.

 

 





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia