agosto 2018
D S T Q Q S S
« jul   set »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

:: 29/ago/2018 . 0:16

QUEM SÃO OS MAIS REFUGIADOS?

É muito triste ver multidões desesperadas se deslocando do seu país para procurar refúgio em outro, mas o Brasil arrasado, onde tudo falta, e mais de 50 milhões vivem abaixo da linha de pobreza, não é o indicado para abrigá-los. Aqui, o cobertor já está curto demais, e a casa está desarrumada. Não está dando nem para cuidar dos seus. Sem mais espaço para se virar, o brasileiro já é um refugiado dentro do seu próprio território.

Na certa, é mais desagregação e sofrimento juntos, com mais miséria e violência. Vejo os venezuelanos ansiosos por um trabalho, não mais que os próprios brasileiros em seu país. A quem atender primeiro? A nós já são negados o direito à educação de qualidade, à saúde, à alimentação digna, ao emprego, à justiça e outros itens básicos. São refugiados tentando acudir outros refugiados. E onde fica a coerência?

Os nossos vizinhos venezuelanos estão aflitos e se arrastam cansados em procissão pelas estradas e caminhos íngremes, pedindo passagem nas fronteiras pobres de vários países da América do Sul. Acredito que eles não têm muita ideia sobre a real situação do Brasil, mas o clamar fala mais alto quando não se tem outras opções. Se você não tem o que oferecer, não é egoísmo.

Onde estão os ricos capitalistas predadores da América do Norte e até da Europa que por anos e séculos exploraram a mão-de-obra e as riquezas dessa gente, deixando a terra em bagaços? Fizeram o mesmo na África, no Oriente e na Ásia. Hoje estão soltando foguetes ao espaço, vendendo armas para incendiar a terra e banqueteando em seus palácios.

A elite burguesa ocidental é a maior culpada por tudo o que está acontecendo. Os imperialistas capitalistas, a começar pelos Estados Unidos, nunca admitiram o socialismo de repartição em seu quintal. Destroçaram governos legitimamente constituídos e minaram com suas forças qualquer soberania e tentativas de melhorias dos mais pobres no continente sul americano. A história não nega os fatos. Depois é só deixar que os mortos enterrem seus mortos.

Não é somente o Brasil que está arcando com essa leva de venezuelanos famélicos, mas também o Chile, que recebeu de janeiro a julho deste ano 147 mil, quase 177 mil que entraram lá em 2017. O Peru e a Colômbia, também fazem o possível para socorrer os refugiados. É assim, eles (os ricos capitalistas) sempre interviram na política que esteve fora de seus consensos, e depois deixam que uma pobreza vá aniquilando a outra.

:: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia