jeremias macarioDilapidaram mesmo a nossa Petrobrás, hem! Incompetência ou intenção de subornar?  São as duas juntas. Como somos subdesenvolvidos, ou melhor, emergentes que é o politicamente correto, o complexo de inferioridade não está descartado. É chique comprar refinaria num pais rico! Os brasileiros megalomaníacos lotam Nova York e entopem malas e sacolas com produtos da China, da Tailândia e de Bangladesch. Retornam felizes da vida contando suas proezas nos magazines de luxo!

Mestres em negócios e “malandragens”, os ciganos quando querem vender um cavalo velho pintam o pelo do animal e passam umas ervas em seus dentes para dar uma aparência de novo. Os belgas da Astrol Oil devem estar rindo até hoje de nós. Como o brasileiro sério pode ter orgulho do Brasil e não sentir vergonha? Pior é que a cartilha da Fifa não mente.

A Petrobrás, que hoje vale a metade do preço de há 10 anos, foi vítima da rapinagem e da partilha de cargos entre incompetentes do PT e do PMDB fisiologista. Seu líder maior fez discursos delirantes de autossuficiência do petróleo, enquanto os oportunistas aplaudiam e tomavam assento em seus gabinetes luxuosos. Pasadena, no Texas, é só um exemplo.

Uma sucata que em 2005 valia U$42 milhões ficou no final pelo custo de U$1 bilhão e 300 milhões. A nossa bandeira treme de vergonha. Como se fecha um negócio desse porte em pouco tempo, sem ler todas as cláusulas do documento? Que Conselho é esse que diz representar a nação?

Em Recife fizeram um contrato de boca com a Venezuela de Hugo Chaves para construir a refinaria Abreu e Lima. Mais uma vez o Brasil foi vítima de um calote. Não veio o dinheiro da Venezuela e a obra está lá com seus serviços atrasados e inúmeras irregularidades. A refinaria do Rio de Janeiro tem três anos de atraso e muito rombo. E a venda da San Lorenzo, na Argentina?

Na política, não sabemos qual o fato mais macabro que merece mais destaque. Não tem jeito para esses elementos caras-de-paus. O sujeito troca a viagem em um jatinho de luxo por uns contratos no governo. Quando o cerco da mídia aperta, ele (vice-presidente da Câmara, André Vargas) vai à tribuna e dá suas versões fajutas pra boi dormir. Depois pede licença do cargo por 60 dias, esperando a poeira passar para retornar numa boa.

O outro, o Paulo Roberto Costa recebe um carro de luxo do doleiro Youssef no valor de 250 mil reais como parte do pagamento por uma consultoria. Que consultoria cara! Só mesmo sendo o gênio da raça! Alguém ai lembra da consultoria do ex-ministro Palloci?

Como deboche, Paulo Roberto escreve em sua agenda: quem está preocupado em acabar com a corrupção é porque não chegou ainda ao poder, o que vale dizer, segundo ele, que todos que estão lá são corruptos.